quinta-feira, 5 de maio de 2016

Piada política

Permitam-me políticos, parlamentares prevaricadores! Palanques, palco para promessas, propaganda, primeira página, patrocínio pago por patrões, pregam pusilânimes palavrórios, panfletos, palpites, piadas prontas para palhaços, proferidas por perniciosos patetas. Podres poderes para prestigiar pilantras. Progressistas? Para! Pura picaretagem! Pobreza? Povo, periferia, pé-rapado, pé-de-chinelo, prata pouca, pindaíba.  Policia, Pm´s, proteção? Pistolas, praticam pânico, para presidiários, pretos, prostitutas, personagens pedintes, prejudicados, pessoas pálidas, pesarosas. Prioritários, população pede paz. Poxa, pai para pobres! Presidentes ou prefeitos, pretendem pedir perdão pela politicagem? Palmas, palmas! Pensamento perigoso para populares, porém pelo passo, podemos prosperar, prosseguir! Partidos públicos para provar polêmicas, principalmente picuinhas? Palhaçada! Pedantes, possível prescrição? Promotor público, Procurador-geral, proponho punir, prisão preventiva, processo penal para prisão perpetua por perjúrio! Provas? Peculato, propinas, Panamá papers, Privataria, Pasedena, Petrolão, Pedaladas proibidas, paredão para pelegada patrocinada pela panelinha petista, pena prevista, penitenciaria Papuda!
Porra parentela privilegiada! Parem para pensar: Palácio Planalto para Presidente pitoresco, preguiçoso, pinguço? Prêmio para pulha? Papel para Proveito próprio! Pesca, pecuária, previdência, PIB piorou! Prejudicou pedreiro, peão, padeiro, poeta, professor, pescador, pianista. Projetos pararam, programas paralisaram! Paciência?

Privilegiados poupados, porém plebeus, perdemos parceiro! Primeiro pertences, pois penhoramos patrimônio privado, próximo? Propriedade particular, presente, passado. Por problemas pessoais, psicológicos, pesadelos. Pior, por procedimentos, postergações, permissões, pactos, permanecemos pagando preço. Perspectiva, paisagem, panorama? Piorando permanentemente!  Perdemos, persistimos peregrinando, perfeitos paspalhos perecendo! Psiu! Podemos partir para Paris?

Nenhum comentário:

Postar um comentário